Ausência temporária

Ausência temporária

Queridos amigos, e amigas leitores,

Provavelmente ficarei fora do ar por alguns dias. Pois estou redirecionando o nosso blog. Para o wordpress.org. lá teremos (acho eu) maiores formas para ficarmos conectados.

Provavelmente ficarei com o link : http//:lucianefigueira.com

Um ate breve e volto logo,

Beijos e abraços a todos,

Luciane Figueira

Anúncios

DIETA AUTO-IMUNE

 (“Produtos proibidos”) Alimentos com alta capacidade inflamatória, pró-inflamatórios.

 

Ela eliminou do consumo esses alimentos e seus Derivados:

Ou seja, esse elemento e tudo que é feito contendo esse elemento.

 

Margarina e derivados, amanteigados, doces etc..

Leite,… Iogurte.e qualquer coisa que leve leite e seus derivados, manteiga, queijo de nenhum tipo etc…

Trigo, …e seus derivados, pizza, bolos, pães etc…

Milho,… e seus derivados,

Óleo aquecido,… qualquer alimento feito com óleo, ou aquecido (saturado)

Nenhum tipo de Óleo, e tudo que leve óleo na receita. EXEMPLOS (Canola, soja,milho)

Tomate,………………… e tudo que leve tomate.

Continuar lendo

Novo medicamento contra lúpus após 50 anos sem grandes avanços

Saúde & Lazer

 21-Out-2009 

http://www.saudelazer.com/index.php?option=com_content&task=view&id=8888&Itemid=49

 

Human Genome Sciences e GlaxoSmithKline anunciam resultados de estudo com novo medicamento para lúpus no congresso anual do Colégio Americano de Reumatologia. BENLYSTA (belimumab) reduziu significativamente a atividade da doença, as taxas de manifestação dos sintomas e de fadiga; adiou a primeira manifestação da doença; reduziu o uso de corticosteróide e melhoraram a qualidade de vida no estudo BLISS-52 .

A Human Genome Sciences, Inc. (Nasdaq: HGSI) e a GlaxoSmithKline PLC (GSK) anunciaram hoje a apresentação completa dos resultados do estudo BLISS-52, o primeiro de dois estudos clínicos de fase 3 com  BENLYSTA™ (belimumab) em pacientes com lúpus eritematoso sistêmico (LES). Os dados serão apresentados hoje no congresso anual do Colégio Americano de Reumatologia, na Filadélfia, com a participação do pesquisador brasileiro Roger Levy, professor adjunto da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) e um dos líderes do estudo com a nova droga.

Belimumab é um medicamento em fase de pesquisa e o primeiro de uma nova classe de medicamentos chamados inibidores específicos de Blys. No lúpus e em certas doenças auto-imunes, acredita-se que os níveis elevados da proteína BLyS contribuem para a produção de auto-anticorpo – anticorpos que atacam e destroem o tecido saudável do próprio corpo.

Continuar lendo

Reportagem sobre o novo medicamento para lúpus: BENLYSTA.

 Andei pesquisando sobre a nova medicação sobre o lúpus.

E aí estão elas. Alguns são grandes, mas são muito explicativas dando ate mesmo o e-mail para se inscreverem para o programa de seleção.

Mas nunca se esqueçam: Nunca percam sua fé, pois será ela que irá você vencer as suas dificuldades

Só Deus nos fortalece nos momentos mais difíceis .

Um grande abraço,

Fiquem com Deus,

Luciane

texto no idioma original deste anúncio é a versão oficial autorizada. As traduções são fornecidas apenas como uma facilidade e devem se referir ao texto no idioma original, que é a única versão do texto que tem efeito legal.CONTATOS DA HGS:
Mídia
Jerry Parrott
Vice-presidente, Comunicações corporativas
+1 301-315-2727
ou
Susannah Budington
Diretora, Relações públicas corporativas
+1 301-545-1062
ou
Investidores
Claudine Prowse, Ph.D.
Diretora executiva, Relações com investidores
+1 301-315-1785
ou
Peter Vozzo
Diretor sênior, Relações com investidores
+1 301-251-6003
ou
CONTATOS DA GSK:
Consultas da mídia no Reino Unido
David Mawdsley, +44 (020) 8047-5502
Claire Brough, +44 (020) 8047-5502
Stephen Rea, +44 (020) 8047-5502
Alexandra Harrison, +44 (020) 8047-5502
Janet Morgan, +44 (020) 8047-5502
David Daley, +44 (020) 8047 5502
ou
Consultas da mídia nos EUA
Mary Anne Rhyne, +1 919-483-2839
Holly Russell, +1 919-483-2839
ou
Consultas de investidores/analistas europeus
Sally Ferguson, +44 (020) 8047-5543
Gary Davies, +44 (020) 8047-5503
Ziba Shamsi, +44 (020) 8047 3289
ou
Consultas de investidores/analistas norte-americanos
Tom Curry, +1 215-751-5419
Jeff McLaughlin, +1 215-751-7000

Especialistas divergem sobre eficácia de novo medicamento para lúpus

http://www.hub.unb.br/noticias/bancodenoticias/especialistasmedicamentolupus_150411.html

Flávio Castro

Da Assessoria de Comunicação

O lúpus, doença que atinge o sistema imunológico, é tratado desde 1955 com o mesmo medicamento. Agora, surge nos Estados Unidos e na Europa uma nova droga que promete tratamento mais eficiente e com menos efeitos colaterais. No Brasil, especialistas divergem sobre a eficácia do Benlysta.

O chefe do serviço de Reumatologia do HUB, Rodrigo Ayres, considera a descoberta um importante avanço científico porque o medicamento, segundo o especialista, é mais eficiente que os utilizados na atualidade e tem menos efeitos colaterais.

O lúpus é uma doença rara que atinge homens e mulheres entre 20 e 40 anos. As causas são variadas e, no Brasil, 0,5% da população carrega a moléstia. Sua origem pode ser genética ou de outra ordem, como a exposição excessiva ao sol.

No lúpus, o desequilíbrio do sistema imunológica afeta os mecanismos de defesa do organismo contra vírus, bactérias e outros agentes nocivos à saúde. Entre os órgãos que podem ser atingidos estão fígado, coração, pulmão, rins e cérebro, além das articulações.

Continuar lendo

BENLYSTA: PRIMEIRA DROGA PARA TRATAR LÚPUS

Queridos Queridas Leitores,

Fico feliz em dar as boas novas. Como havia prometido. Aí está mas  um post . falando sobre a BENLYST : com um depoimento e tudo.

Espero que ajudem em algo.

Artigo retirado: http://saude-joni.blogspot.com/2011/03/benlysta-primeira-droga-para-tratar.html

A FDA (agência que regulamenta remédios nos EUA) aprovou na quarta-feira (9) a primeira droga nova para tratar lúpus em 56 anos, um marco que médicos especialistas dizem que pode estimular o desenvolvimento de outras drogas que são ainda mais eficazes no tratamento da doença auto-imune.

Continuar lendo